Meteorologia

  • 22 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Coreia do Sul mandou ajuda humanitária ao Norte e povo não gostou

A taxa de popularidade do Presidente da Coreia do Sul (na foto) voltou a cair, na sequência do envio de ajuda humanitária para a Coreia do Norte, indicaram analistas com base na última sondagem hoje publicada.

Coreia do Sul mandou ajuda humanitária ao Norte e povo não gostou
Notícias ao Minuto

08:10 - 25/09/17 por Lusa

Mundo Sondagem

Em 65,6% dos casos os participantes no inquérito aprovaram o Executivo de Moon Jae-in, menos 1,5% que na semana anterior, de acordo com a empresa sul-coreana Realmeter.

Por outro lado, 29,4% disseram não concordar com a gestão do Governo, mais 2,6% que há uma semana.

A Realmeter considerou que esta situação é uma resposta ao envio de 6,7 milhões de euros em ajuda humanitária, autorizada pelo Governo na passada quinta-feira, num momento de forte escalada da tensão com o Coreia do Norte, devido aos contínuos testes de armamento, incluindo um teste nuclear a 03 de setembro.

A aprovação do envio aconteceu depois de algumas vozes da oposição conservadora terem questionado a opção, numa altura em que a comunidade internacional agravou as sanções contra Pyongyang para tentar travar o programa nuclear e de armamento.

Esta ajuda, que será canalizada através de organismos da ONU e é especialmente destinada a mulheres grávidas e crianças, pretende aliviar a crise alimentar para a qual alertaram organismos internacionais, devido às fracas colheitas esperadas este ano no Norte.

A queda de popularidade de Moon Jae-in esta semana é a quarta consecutiva. Os analistas atribuíram a reação àquilo que os eleitores entendem ser falta de coerência nas relações do Governo de Seul com Pyongyang.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório