Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2017
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Cerca de 20 mil pessoas em protesto contra a Guardia Civil em Barcelona

Cerca de 20 mil pessoas protestaram hoje em frente ao Palácio de Justiça de Barcelona, sede do Tribunal Superior de Justiça (TSJC), contra a operação da Guardia Civil para deter os organizadores do referendo na Catalunha.

Cerca de 20 mil pessoas em protesto contra a Guardia Civil em Barcelona
Notícias ao Minuto

14:50 - 21/09/17 por Lusa

Mundo Espanha

Segundo a Guardia Civil, o protesto foi convocado na quarta-feira à noite pela Assembleia Nacional da Catalunha (ANC) e pelo Òmnium Cultural, dando continuidade à manifestação que juntou cerca de 40 mil pessoas na noite de quarta-feira, em frente ao Departamento de Economia e Finanças da Rambla Catalunha de Barcelona.

O protesto contou com a presença de deputados de diversos grupos independentes, entre os quais a presidente do Parlamento da Catalunha, Carme Forcadell, alguns de partidos como o PDeCAT, O ERC e CUP, bem como Catalunya en Comú, representado por Xavier Domènech, Gerardo Pisarello e Joan Josep Nuet e também do Podemos da Catalunha, com a presença de Albano Dante Fachin.

A manifestação de hoje pretende denunciar as detenções de quarta-feira e prevê-se que se mantenha até que os detidos sejam libertados.

A quase uma semana da consulta popular, que ainda não se sabe se se vai realizar, tem aumentado a tensão entre os separatistas da Catalunha e as instituições espanholas que tentam impedir a realização do referendo.

A polícia espanhola confiscou na quarta-feira, nos arredores de Barcelona, quase 10 milhões de boletins de voto que iam ser utilizados no referendo, marcado para 01 de outubro, e numa outra operação revistou uma série de edifícios do Governo regional e deteve 14 pessoas alegadamente envolvidas na preparação da consulta popular.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório