Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Disparou contra si próprio e acusou "homem negro" de o ter baleado

Brent Patrick Ahlers inventou o crime com receio de ser despedido. O que, de facto, veio a acontecer.

Disparou contra si próprio e acusou "homem negro" de o ter baleado
Notícias ao Minuto

17:25 - 16/09/17 por Notícias Ao Minuto

Mundo Minnesota

Brent Patrick Ahlers, de Minnesota, foi preso hoje de manhã, pelas 9h15. Em causa estará o facto de ter denunciado um crime falso.

Este segurança da Universidade de St. Catherine, nos Estados Unidos, tinha denunciado às autoridades que ter sido vítima de um disparo cujo autor seria um "homem negro, com cabelo afro," que usava calças pretas e uma camisola azul. Mas, na verdade, Brent atingiu o próprio ombro com uma arma.

O incidente ocorreu na terça-feira à noite, altura em que o segurança ligou para o serviço de emergência alegando ter sido baleado por um homem numa zona arborizada do campus universitário da Universidade de St. Catherine, em St. Paul (Minnesota).

Apurados os factos, constatou-se que Brent disparou acidentalmente e atingiu o próprio ombro. Com receito de ser despedido, resolveu inventar o crime.

Enquanto estava a ser tratado no hospital, as autoridades criaram um perímetro de segurança em redor do campus e realizaram uma busca intensiva, usando para tal 55 oficiais, quatro caninos e uma aeronave da Patrulha Estadual de Minnesota, conta o Fox9.

Durante esse período, cerca de 1.800 alunos foram aconselhados a não sair dos seus quartos e os residentes em Mac-Groveland e Highland Park mantiveram-se igualmente alerta com receio de serem também vítimas.

A universidade declarou, em comunicado, que o Brent Patrick Ahlers foi, entretanto, despedido.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório