Meteorologia

  • 20 JUNHO 2018
Tempo
29º
MIN 29º MÁX 29º

Edição

Venezuela: Sanções dos EUA podem afetar cidadãos norte-americanos

O governo venezuelano garantiu hoje que as sanções financeiras impostas pelos EUA ao país sul-americano também vão afetar o povo norte-americano e adiantou que as decisões do ocupante da Casa Branca podem conduzir a uma aventura militar.

Venezuela: Sanções dos EUA podem afetar cidadãos norte-americanos
Notícias ao Minuto

21:39 - 06/09/17 por Lusa

Mundo Aviso

"As decisões unilaterais e ilegais do presidente (Donald) Trump não vão afetar só o povo venezuelano, mas também o norte-americano", segundo o texto de uma missiva dirigida à população dos EUA, colocada no sítio na internet do Ministério dos Negócios Estrangeiros venezuelano.

O Ministério assinalou também que as sanções "colocam em risco" a condição da Venezuela como "o fornecedor de petróleo mais próximo e seguro" para os EUA.

O governo da Venezuela detalhou que as sanções vão afetar os cidadãos dos EUA "perante a possibilidade" da subida dos preços da gasolina, "enquanto milhares de trabalhadores correm o risco de perder as suas poupanças (...) dado o impacto nos fundos de reforma do veto sobre as obrigações venezuelanas".

Em 25 de agosto, Trump assinou uma ordem executiva em que proíbe "as negociações em nova dívida e capital emitidas pelo governo da Venezuela e pela sua empresa petrolífera estatal", na que foram as primeiras sanções ao sistema financeiro venezuelano.

A medida, anunciada pela Casa Branca em comunicado, proíbe também as "negociações com certas obrigações existentes do setor público venezuelano, bem como pagamento de dividendos ao governo da Venezuela".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.