Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Penas de prisão para 13 ativistas por protesto no parlamento de Hong Kong

Hong Kong, China, 15 ago - O tribunal de recurso em Hong Kong agravou hoje as sentenças de 13 ativistas que tentaram forçar a entrada no Conselho Legislativo (parlamento) da cidade em junho de 2014, com penas de prisão até 13 meses.

Penas de prisão para 13 ativistas por protesto no parlamento de Hong Kong
Notícias ao Minuto

18:26 - 15/08/17 por Lusa

Mundo Recursos

Hong Kong, China, 15 ago - O tribunal de recurso em Hong Kong agravou hoje as sentenças de 13 ativistas que tentaram forçar a entrada no Conselho Legislativo (parlamento) da cidade em junho de 2014, com penas de prisão até 13 meses.

Os ativistas já tinham cumprido o serviço comunitário a que tinham sido sentenciados no ano passado depois de terem sido declarados culpados de assembleia ilegal, informou a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

O Departamento de Justiça pediu punições mais severas e instou o tribunal de recurso a pôr os ativistas atrás das grades, afirmando que o protesto que levaram a cabo há três anos esteve quase a transformar-se num motim.

Os 13 ativistas envolveram-se num protesto por causa de um controverso plano de desenvolvimento nos Novos Territórios em Hong Kong, numa altura em que o respetivo financiamento estava a ser discutido pelos deputados.

Os procuradores disseram no tribunal que o grupo tentou forçar a entrada no edifício do Conselho Legislativo (LegCo), usando objetos como paus de bambu para tentar abrir as portas.

O tribunal de recurso concordou que eram necessárias sentenças dissuasoras.

Um dos 13 que se declarou culpado foi condenado a oito meses de prisão. Os restantes, incluindo o vice-presidente da Liga dos Sociais Democratas (LSD), Raphael Wong, foram condenados a 13 meses.

Leung Kwok-hung, antigo deputado da LSD conhecido como 'Long Hair' ou 'Cabelo Comprido', e desqualificado no mês passado pela forma como prestou juramento no LegCo em outubro, disse que a maior parte dos ativistas estava a planear recorrer contra o agravamento das sentenças.

"É uma sentença severa e penso que é um assunto para o magistrado decidir o que é uma pena adequada, porque o magistrado é o único que analisou todas as provas e a defesa", disse Leung.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório