Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2017
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

União Europeia felicita Presidente do Quénia pela sua reeleição

A representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Federica Mogherini, felicitou hoje Uhuru Kenyatta pela sua reeleição como Presidente do Quénia nas eleições celebradas na terça-feira.

União Europeia felicita Presidente do Quénia pela sua reeleição
Notícias ao Minuto

10:49 - 13/08/17 por Lusa

Mundo Federica Mogherini

Federica Mogherini também enviou as suas felicitações para os eleitos para as câmaras legislativas, entre outros cargos anunciados pela Comissão Eleitoral queniana, incluindo várias mulheres.

A chefe da diplomacia europeia pediu à oposição para cessar todos os atos de violência e aceitar pacificamente o resultado, que foi monitorizado por várias missões eleitorais internacionais, incluindo uma liderada pela União Europeia.

Após os resultados provisórios, a coligação da oposição NASA, liderada pelo seu candidato presidencial Raila Odinga, pediu mais informações sobre um suposto ataque cibernético que teria comprometido os resultados das eleições.

A Comissão Eleitoral negou dar informações, dizendo que não tinha registo de qualquer interferência externa, mas depois admitiu que houve apenas uma tentativa de ataque cibernético, mas que não teve sucesso.

Na última quinta-feira, Odinga pediu que a Comissão Eleitoral o certificasse como vencedor das eleições, mas no dia seguinte o organismo deu Kenyatta como vencedor.

A organização Comissão Nacional para os Direitos Humanos do Quénia (KNCHR, na sigla em inglês) disse no sábado que 24 pessoas, das quais duas menores, morreram devido a tiros da polícia durante protestos em diferentes zonas do país na sequência dos resultados eleitorais.

Do total de vítimas mortais, 17 morreram em subúrbios da capital, Nairobi, onde se têm registado confrontos desde a noite de sexta-feira entre a polícia e apoiantes da oposição, que não aceita a vitória eleitoral do Presidente cessante, Uhuru Kenyatta, alegando a existência de fraude.

A oposição já advertiu que não desistirá da proclamação de Odinga como vencedor das presidenciais.

Na violência pós-eleitoral de 2007 no Quénia morreram pelo menos 1.100 pessoas e mais de 600 mil foram obrigadas a abandonar as suas casas.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Ser o primeiro a saber será ainda mais rápido

Descarregue a aplicação e aceda a toda a informação do Notícias ao Minuto por smartphone ou tablet de uma forma mais cómoda, intuitiva e imediata.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório