Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Fingiu a própria morte para evitar condenação, mas foi apanhado

Os planos não correram como esperado, pese embora o homem tivesse contado com a ajuda da namorada.

Fingiu a própria morte para evitar condenação, mas foi apanhado

Ryan Meganack, de 34 anos, estava prestes a ser condenado por crimes de cariz sexual quando, em novembro passado, desapareceu.

Pescador de profissão, o homem residente em Port Graham, no Alasca, Estados Unidos da América, saiu de barco num dia de condições atmosféricas desfavoráveis. Depois desapareceu deixando o barco abandonado.

A namorada enviou várias mensagens aos familiares de Ryan a dar conta do seu passeio perigoso e, com o passar das horas, a preocupação foi aumentando. Sem notícias de Ryan, os familiares alertaram as autoridades que encetaram buscas por terra, água e mar para encontrar o pescador desaparecido.

Porém, dois dias depois a polícia recebeu uma dica de que o homem estaria a encenar a sua própria morte, o que se veio a confirmar, pois Ryan foi encontrado numa cabana e de boa saúde.

De acordo com o jornal Alaska Dispatch News, o pescador e a namorada, Ivy Rodriguez, encenaram o desaparecimento para que Ryan fosse dado como morto e, assim, pudesse escapar à pena de prisão que lhe seria aplicada em dezembro.

De acordo com a mesma fonte, o homem já se encontra preso para cumprir pena pelos crimes sexuais, sendo que será ainda julgado por ter encenado a própria morte.

Já Ivy está acusada de ter sido cúmplice no esquema que poderia ter livrado Ryan da cadeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório