Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Divulgada imagem de umas das vítimas que morreu no Borough Market

Alexandre Pegeard, de 26 anos, foi identificado pela família, que emitiu um comunicado através da Polícia Metropolitana de Londres.

Divulgada imagem de umas das vítimas que morreu no Borough Market

As autoridades britânicas confirmaram esta quinta-feira a identidade de uma das vítimas do ataque terrorista em Londres, na noite do passado sábado. Alexandre Pigeard, nascido a 29 de julho de 1990, em Paris, já foi identificado pela família.

O francês de 26 anos de idade morreu após ter sido esfaqueado no Borough Market, para onde os três terroristas se dirigiram depois de atropelarem vários transeuntes na London Bridge.

A Polícia Metropolitana de Londres partilhou hoje o comunicado oficial da família da vítima:

“[O Alexandre] foi morto durante o ataque ao Borough Market. Um dos assassinos esfaqueou-o mortalmente enquanto ele estava a trabalhar no terraço do restaurante onde estava empregado há nove meses. O Alexandre era um filho maravilhoso, um irmão mais velho perfeito e um jovem radiante, amando por todos os que tiveram a sorte de o conhecer. Todos os seus amigos elogiavam a sua gentileza, o seu bom humor e a sua generosidade”, escreve a família, indicando que esta é a única informação que será veiculada e pedindo respeito pelo tempo de luto.

Recorde-se que estes últimos atentados em Londres somam oito vítimas mortais: Alexandre Pigeard, mencionado acima, Ignacio Echeverria (espanhol, analista de risco financeiro do banco HSBC), Kirsty Boden e Sara Zelenak (australianas, de 28 e 21 anos, respetivamente), Xavier Thomas e Sébastien Bélanger (franceses, de 45 e 36 anos, respetivamente), James McMullan (britânico, de 32 anos) e Chrissy Archibald (canadiana, de 30 anos).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório