Polícia usa gás lacrimogénio para dispersar opositores de Maduro

A polícia antimotim venezuelana utilizou hoje granadas de gás lacrimogénio para dispersar pequenos grupos de manifestantes em Caracas, no segundo dia consecutivo de protestos contra o Presidente venezuelano Nicolás Maduro.

© DR
Mundo Venezuela

Os incidentes ocorreram na zona oeste da capital venezuelana, nos bairros de Santa Mónica e El Paraiso, onde estavam concentradas várias dezenas de pessoas, relataram jornalistas da agência noticiosa francesa AFP.

PUB

Milhares de pessoas concentram-se hoje em vários pontos da cidade de Caracas, para um novo protesto contra o governo do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que responsabilizou a oposição pela violência no país.

Esta situação acontece um dia depois de uma grande jornada de protesto nacional, que ficou marcada pela morte de três pessoas e dezenas de detenções.

A Venezuela atravessa uma crise económica, política e social, com registo frequente de manifestações e distúrbios nas ruas.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser