Estados Unidos descartam negociações diretas com Kim Jong-un

As declarações de Mike Pence contrarariam o que Donald Trump disse durante a campanha, quando afirmou que estava disponível para conversar com o líder norte-coreano.

© Reuters
Mundo Tensão

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, descartou na quarta-feira a possibilidade de negociar diretamente com o líder norte-coreano Kim Jong-un como saída para a crescente tensão entre os dois países.

PUB

"A única coisa que precisamos de ouvir da Coreia do Norte é que terminaram e finalmente desmantelaram o seu programa de armas nucleares e mísseis balísticos", declarou Pence numa entrevista à CNN no porta-aviões USS Ronald Reagan, na base naval de Yokosuka, no Japão.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tinha dito, quando era candidato, que estava disposto a conversar com Kim Jong-un, mas a tensão entre os dois países aumentou depois de Pyongyang ter lançado um míssil no Mar do Japão, no passado dia 05 de abril.

Trump anunciou então o envio, para a península coreana, do porta-aviões Carl Vinson e frota de ataque, apesar de depois se ter descoberto que se dirigem para o Índico.

O secretário de Estado Rex Tillerson disse na quarta-feira que os Estados Unidos estão a considerar a possibilidade de voltar a incluir a Coreia do Norte na lista de patrocinadores de terrorismo, de onde o regime de Pyongyang saiu em 2008.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser