Este engenheiro não consegue arranjar emprego. A culpa é do nome

Jovem indiano sofre pelo facto de ter o mesmo nome do ditador iraquiano.

© Getty Images
Mundo India

Tem 25 anos e formou-se em engenharia marítima. Apesar de ter sido bem sucedido a nível académico, este jovem, natural da Índia, já lhe viu serem recusadas 40 propostas de emprego.

PUB

A culpa, concluiu, é do seu nome. E agora quer mudá-lo, embora não culpe o seu avô por ter decidido atribuir-lhe o mesmo nome do ditador morto há dez anos: Saddam Hussein.

Refere a BBC que os empregadores receiam em dar-lhe emprego, embora o seu nome não seja exatamente igual [Hussain ao invés de Hussein].

Por isso, o jovem quer agora mudar o seu nome para Sajid, porém as burocracias inerentes ao processo estão a atrasar a mudança e a sua tentativa de arranjar trabalho.

O jovem licenciou-se há já dois anos na Universidade de Tamil Nadu. Todos os seus colegas têm tido sucesso em iniciar a sua vida laboral, menos Saddam que sabe que é impossível passar despercebido no país com um nome como este.

“As pessoas têm receio em contratar-me”, diz Saddam, referindo que as empresas temem problemas com os oficiais da imigração.

Saddam não será o único na mesma situação, dado que muitos são os que estão a sofrer as consequências de terem sido ‘amaldiçoados’ com um nome que tem como objetivo homenagear um dos maiores ditadores da história do Iraque e do mundo.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser