Itália convoca G7 da cultura para preservar arte do terrorismo

Itália, que ocupa a presidência rotativa do G7, anunciou hoje que este grupo se vai reunir pela primeira vez para falar de cultura, em especial da necessidade de preservar a arte de atos de terrorismo.

© Reuters
Mundo Ministros

A reunião dos ministros da Cultura do grupo dos sete países mais ricos (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) realiza-se a 30 e 31 de março, no Palácio Pitti, em Florença, por ocasião da exposição de uma cópia do Arco de Triunfo do conjunto arqueológico sírio de Palmira, destruído pelo grupo extremista Estado Islâmico.

PUB

Esta será a primeira reunião do G7 sobre a cultura e dará destaque à "proteção do património cultural, ao tráfico ilegal de arte e à cultura como instrumento de diálogo entre os povos", indica a nota do Ministério da Cultura italiano.

O ministro de Bens Culturais, Dario Franceschini, assinalou que o objetivo da reunião é alcançar um compromisso para que "a comunidade internacional se esforce para recuperar e preservar os bens e o património da humanidade dos conflitos e do terrorismo que os destrói, como no caso de Palmira".

Classificada de Património Mundial da Humanidade, a cidade antiga de Palmira foi capturada pela primeira vez em maio de 2015 pelos 'jihadistas', que destruíram os seus mais belos monumentos.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser