Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Voo Chapecoense: Sobrevivente pede ajuda porque não consegue trabalhar

Jovem explica que tem ferimentos físicos e psicológicos que a impedem de continuar a trabalhar.

Voo Chapecoense: Sobrevivente pede ajuda porque não consegue trabalhar

O trágico acidente aéreo que tirou a vida a 71 pessoas a 29 de novembro, na Colômbia, ainda está bem presente na memória de todos. Recentemente, os jogadores do clube Chapecoense que sobreviveram à queda do avião voltaram a pisar o relvado, não contendo as lágrimas pelo momento e por todos os 44 elementos do clube que morreram.

Agora, a notícia chega-nos da Bolívia. Ximena Otterburg, assistente de bordo que seguia no aparelho e que sobreviveu ao acidente, está a pedir ajuda, pois, garante, não consegue trabalhar, pelo menos para já.

No site GoFundMe, a jovem explica que é mãe solteira de duas crianças de 6 e 2 anos, sempre trabalhou como assistente de bordo, está a tirar um curso universitário e precisa de continuar a assegurar o sustento da sua família. Porém, sublinha, tem “problemas psicológicos e físicos” que não lhe permitem trabalhar e seguir com a sua vida normalmente.

A jovem de 28 anos garante que, para já, não está apta para trabalhar, mas não refere se voltará a estar, pois também não explica quais as lesões físicas de que padece.

A campanha de recolha de fundos, que tem como meta 100 mil dólares, já angariou 1.166 mil dólares doados por 44 pessoas em apenas dois dias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório