Breivik continua isolado para não espalhar ideologia nazi

Procuradoria-geral norueguesa justifica decisão de manter Breivik longe de restantes reclusos.

© Reuters
Mundo Noruega

A 22 de julho de 2011, Anders Breivik plantou uma bomba em Oslo e chegou armado a uma ilha próxima da capital norueguesa onde decorria um encontro de uma juventude partidária. Matou 77 pessoas ,a maior parte adolescentes. Na mesma altura lançou um manifesto de centenas de páginas onde defendia a sua ideologia racista e nazi.

PUB

De então para cá, Breivik tem estado detido e a maior parte do tempo em isolamento. O próprio queixa-se de os seus Direitos Humanos estarem a ser violados.

Ao mesmo tempo, um relatório psiquiátrico de dezembro realça que Breivik acredita cada vez mais na sua ideologia, em conspirações e em espalhar a sua ideologia.

No seus planos estará o desejo de ter contacto com outros prisioneiros com ideologia semelhante. As autoridades norueguesas temem mesmo que Breivik aposte, caso saia do isolamento, na tentativa de formar um novo partido.

A Noruega, através da procuradoria-geral, justifica que é precisamente o facto de Breivik continuar a querer espalhar a sua ideologia extremista que o mantém em isolamento, como dá conta a Reuters.

A justificação para o isolamento surgiu esta quarta-feira por parte procurador-geral, Fredrik Sejersted.

Esta semana, Breivik voltou a surgir em tribunal e fez novamente a saudação nazi.

Breivik, saliente-se, está detido numa cela que inclui três salas, tem direito a ginásio, jornais, revistas, televisão e a Playstation.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a saber todas as novidades de Mundo

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser