Detido funcionário da Alfândega de Macau por suspeita de fraude

A Polícia Judiciária de Macau deteve na quarta-feira um funcionário dos Serviços de Alfândega pela suspeita de envolvimento numa rede de falsificação de cartões de crédito.

© DR
Mundo Justiça

"Os Serviços de Alfândega ficaram muito descontentes", afirmou hoje o diretor dos Serviços de Alfândega de Macau, Alex Vong, em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência de imprensa do Conselho Executivo, prometendo tratar o caso "de forma rigorosa", "de acordo com a lei" e "sem tolerância".

PUB

"Vamos instalar um processo disciplinar contra esta pessoa e colaborar com a Polícia Judiciária na investigação", disse.

A PJ indicou que o suspeito, de 47 anos, foi detido na quarta-feira e transferido para o Ministério Público sob a acusação de passagem de moeda falsa.

A detenção surgiu depois de mais investigação relativamente ao desmantelamento, no início de abril, de uma rede de falsificação de cartões de crédito da China, que terá colaborado com um restaurante e duas lojas, numa operação que resultou em oito detidos, incluindo os responsáveis por esses estabelecimentos, de acordo com a PJ.

O funcionário dos Serviços de Alfândega é irmão mais novo de um dos detidos (uma mulher encarregada de um das 'boutiques').

Segundo a investigação da PJ, os dois irmãos fizeram cinco transferências na loja com cartões falsos em março, das quais duas foram bem-sucedidas, totalizando 12.000 patacas (1.415 euros), tendo recebido 15% do valor como recompensa.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS