"Divina providência" ajudou Trump a ganhar

Palavras da ex-governadora do Alasca, Sarah Palin.

© Reuters
Mundo Sarah Palin

Não foi apenas uma questão de estratégia política e de como passar a mensagem. A vitória de Donald Trump nas eleições norte-americanas é um caso de “divina providência”.

PUB

Quem o diz é Sarah Palin, apoiante de Trump desde cedo na corrida à Casa Branca e uma figura cujo nome tem sido apontado como um dos que poderá figurar no executivo de Trump.

A antiga governadora do Alasca, que foi a ‘vice’ na candidatura de John McCain, em 2008 (que na altura perdeu para Barack Obama), não tem dúvidas do papel de Deus na eleição.

Conta o Independent que, quando foi questionada sobre o assunto no programa de rádio Breitbart News Daily, Sarah Palin disse que “sem dúvida, a divina providência teve um papel enorme nesta eleição”.

“Vou afirmá-lo publicamente, vi-o em primeira mão quando estava na campanha. Vi como as coisas estavam a mudar”, afirmou ainda.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS