Ex-executivo do Goldman Sachs e empresário apontados para equipa de Trump

O Presidente eleito americano, Donald Trump, escolheu mais dois nomes para a sua administração: o ex-executivo do Goldman Sachs Steven Mnuchin para o cargo de secretário do Tesouro e o empresário Wilbur Ross para o Departamento do Comércio.

© Reuters
Mundo Presidência

Steven Mnuchin, que foi diretor financeiro da campanha de Trump e que tem ligações a Hollywood com o financiamento de grandes produções cinematográficas, confirmou entretanto estas nomeações que ainda requerem da confirmação do Senado (câmara alta do Congresso norte-americano).

PUB

Em declarações à estação norte-americana CNBC, Mnuchin afirmou hoje que tanto ele como Wilbur Ross estão "entusiasmados em trabalhar com o Presidente eleito e honrados em assumir tais posições".

O ex-executivo do gigante financeiro Goldman Sachs, de 53 anos, indicou que "o crescimento económico sustentado" é a principal prioridade da futura administração de Donald Trump e referiu que os Estados Unidos podem alcançar "absolutamente" um crescimento entre 3% a 4% do produto interno bruto (PIB).

Uma das medidas a aplicar será o corte dos impostos das empresas, tal como tinha prometido Trump durante a campanha eleitoral.

Também traçou aquilo que descreveu como "a maior mudança do regime tributário" desde a administração do Presidente Ronald Reagan (1981-1989), que irá incluir, entre outros aspetos, uma simplificação do sistema e um "grande" corte dos impostos da classe média norte-americana.

A escolha de Trump para o Departamento do Comércio, o empresário Wilbur Ross, de 79 anos, é qualificado pelos 'media' norte-americanos como o "rei da bancarrota" por comprar e recuperar empresas com problemas financeiros.

Este investidor e multimilionário chegou a trabalhar com Trump quando alguns dos casinos do magnata do imobiliário atravessaram dificuldades em finais da década de 1980.

Estes dois homens, que nunca exerceram qualquer função política, serão responsáveis pela aplicação da política económica de Donald Trump que prometeu durante a campanha rever os acordos de comércio livre e manter o emprego nas indústrias dos Estados Unidos.

O Presidente eleito Donald Trump, vencedor das eleições do passado dia 08 de novembro, será empossado a 20 de janeiro de 2017, numa cerimónia pública junto ao edifício do Capitólio, em Washington.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS