Mahmud Abbas reeleito "por consenso" para a liderança do partido Fatah

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, foi hoje reeleito para a presidência do Fatah, o mais importante partido palestiniano, na abertura do congresso do movimento.

© Reuters
Mundo Eleições

Abbas, de 81 anos, foi reconduzido para a liderança do Fatah numa votação "por consenso", afirmou o porta-voz, identificado como Mahmoud Abou al-Hija, durante uma conferência de imprensa.

PUB

O líder palestiniano dirige igualmente a Autoridade Palestiniana e a Organização de Libertação da Palestina (OLP), entidade reconhecida internacionalmente como representante de todos os palestinianos, após a morte do líder histórico Yasser Arafat.

"O assunto foi proposto e houve uma votação por consenso", referiu o mesmo porta-voz, algumas horas depois do início dos trabalhos do congresso, que se reuniu pela última vez em 2009 e que conta este ano com 1.400 delegados.

Este congresso de cinco dias, o sétimo na história do Fatah, visa, segundo analistas, reorganizar as fileiras em redor de Mahmud Abbas, cuja popularidade está a ser desafiada nas ruas e até mesmo dentro do partido, onde existem vozes discordantes como é o caso dos apoiantes de Mohammed Dahlane, principal opositor do presidente que vive exiliado nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo uma recente sondagem, dois terços dos palestinianos querem a renúncia de Abbas.

O mandato de Abbas na liderança da Autoridade Palestiniana, que começou em janeiro de 2005, terminou em 2009, mas as profundas divisões entre o partido de Abbas (o Fatah) e o movimento islâmico palestiniano Hamas, que controla a Faixa de Gaza desde junho de 2007, têm inviabilizado a realização de eleições.

O Hamas não consta entre os 740 membros do Conselho Nacional da Palestina, nem está representado na Organização para a Libertação da Palestina.

O porta-voz Mahmoud Abou al-Hija explicou ainda que o objetivo deste congresso será determinar "o que fazer" face "ao horizonte político paralisado e ao impasse das negociações" de paz no Médio Oriente.

O Fatah irá avaliar, segundo o mesmo representante, as diferentes iniciativas de paz apresentadas por França ou por países árabes, bem como a atuação do Conselho de Segurança da ONU perante a política israelita de colonatos nos territórios palestinianos.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS