Guiné Equatorial decreta três dias de luto após morte de Fidel

A Guiné Equatorial decretou três dias de luto nacional pela morte do histórico líder cubano Fidel Castro, ocorrida na sexta-feira, aos 90 anos, anunciou hoje o primeiro-ministro, Francisco Pascual Obama Asue.

© DR
Mundo Óbito/Fidel Castro

"A Presidência da República aprovou o decreto pelo qual se declara luto nacional de três dias pela morte do Comandante Fidel Castro Ruz", numa decisão que o chefe do executivo comunicou numa reunião extraordinária do Conselho de Ministros hoje realizada, lê-se na página oficial do Governo do país que publica também o texto integral do decreto.

PUB

O luto, declarado "no âmbito das relações de amizade e cooperação que unem os Governos e os povos da Guiné Equatorial e de Cuba", inicia-se na terça-feira, 29 de novembro, às 12:00 e termina à meia-noite de 01 de dezembro, precisa o documento.

"As bandeiras ondearão a meia-haste em todos os pontos do país, nos navios das forças armadas e nas instituições públicas oficiais, incluindo representações diplomáticas e consulares no exterior", estabelece-se no decreto.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS