Meteorologia

  • 04 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Mãe alimentou-a ao ponto de chegar a pesar quase 300 quilos

Desde os 14 anos que a mãe a obrigava a comer, estendendo para a filha uma obsessão que era sua.

Mãe alimentou-a ao ponto de chegar a pesar quase 300 quilos

Debbie Reason chegou a atingir uns inacreditáveis 292 quilogramas, na sua pior fase. E culpa a mãe por ter atingido tal marca, que a colocou no patamar da obesidade mórbida.

A história é partilhada pelo britânico Metro e conta como a mãe de Debbie estendia a obsessão por comida à própria filha, incentivando-a a comer sempre que comia, e em doses exageradas, desde os seus 14 anos.

A mãe dizia-lhe que queria que Debbie também comesse [bolachas, batatas fritas, frango frito, chocolates, etc], mesmo quando a filha não tinha fome, para que não ficasse com anorexia.

Foi assim durante anos - e a mãe sempre insistiu que não havia nenhum problema em comer daquela forma. Certo é que Debbie atingiu quase os 300 quilogramas, chegando ao ponto de precisar de ajuda para ir à casa de banho, por ter perdido a mobilidade.

A progenitora sempre impediu que a filha fizesse dieta e até mesmo que fosse operada para resolver o problema de obesidade. Debbie decidiu que haveria de dar uma volta à sua vida no momento em que a mãe foi hospitalizada devido a problemas relacionados com o excesso de peso.

E, aproveitando o facto de o pai ter ficado também doente, numa fase terminal, Debbie começou a pensar em fazer a cirurgia gástrica. Isto porque não haveria ninguém em casa que pudesse contar à mãe da sua decisão, uma decisão que iria chateá-la. Depois da cirurgia, Debbie, hoje com 48 anos, perdeu uns surpreendentes 215 quilos.

Pôde, finalmente, recuperar a sua vida. Já a sua mãe não teve a mesma 'sorte' e acabou por morrer, depois de os órgãos terem começado a falhar. "Não culpo a minha mãe por me ter alimentado até à morte, mas é um facto que perdê-la salvou-me a vida", confessou Debbie, dizendo que poderia "estar furiosa" pelo facto de a mãe lhe ter roubado a oportunidade de ser operada aos 30 anos, mas que vê-la num estado impotente e doente lhe retirou toda a raiva. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório