Todos os dias o filho pedia dois lanches, mas não era porque tinha fome

Mãe ficou emocionada com gesto do filho e negou-se a ser compensada pelo mesmo.

Mundo Novo México

Todos os dias o filho pedia dois lanches, mas não era porque tinha fome © Facebook/Josette Duran

Todos os dias o filho pedia dois lanches, mas não era porque tinha fome © Facebbok/Josette Duran

1 / 2
Todos os dias o filho pedia dois lanches, mas não era porque tinha fome

Todos os dias o filho pedia dois lanches, mas não era porque tinha fome © Facebook/Josette Duran

1 / 2
© Facebbok/Josette Duran

Não uma, mas duas. Duas sandes, dois pacotes de batatas fritas e dois iogurtes. Era este o pedido de Dylan, todas as manhãs, à sua mãe quando esta lhe preparava o lanche para a escola.

PUB

Durante meses, Josette achava que o filho devia ter muita fome, mas o seu pedido tinha afinal segundas intenções. O filho levava uma dose a mais de comida para dar a um amigo que todos os dias bebia apenas um sumo de fruta.

A descoberta foi feita quando a diretora da escola em Albuquerque, no Novo México, chamou Josette porque a mãe da outra criança queria agradecer-lhe e, como tinha arranjado um novo emprego, queria pagar-lhe os lanches que havia oferecido ao seu filho.

E não foi a única a querer premiá-la pela sua ação. A equipa de voleibol, da qual Josette é treinadora, também se juntou para angariar dinheiro para retribuir o dinheiro gasto em comida, mas a mulher negou-se a aceitar a quantia e entregou-o à cafetaria da escola.

Pela sua humildade, Josette já foi elogiada por diversos pais, educadores e até autarcas locais, que enalteceram a sua atitude.

Para Josette, aquilo que fez era o mínimo, até porque também ela passou por dificuldades durante a sua vida.

“Isto emocionou-me porque há alguns anos eu e o meu filho eramos sem-abrigo. Vivia no meu carro e lavava-o em casas de banho públicas. E não tínhamos comida”, conta ao The Independent.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS