Meteorologia

  • 18 JUNHO 2019
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 22º

Edição

Campeã de xadrez recusa competir no Irão se tiver de usar véu islâmico

Jovem norte-americana é uma acérrima defensora dos direitos das mulheres.

Campeã de xadrez recusa competir no Irão se tiver de usar véu islâmico

No próximo ano disputa-se mais um mundial feminino de xadrez, mas a campeã norte-americana pode não comparecer ao evento. Em causa, os direitos das mulheres.

Nazi Paikidze-Barnes tem 22 anos, mas sabe bem por que ideais quer lutar. Por isso mesmo, a campeã já deixou claro que se recusará a competir se for obrigada a usar um véu ou um niqab no mundial feminino de xadrez que se vai realizar no próximo ano no Irão.

“Não colocarei um niqab, nem apoiarei a opressão às mulheres, mesmo que isso signifique perder uma das competições mais importantes da minha carreira”, garantiu a jovem numa declaração publicada na sua página do Instagram.

Nesta senda, Nazi Paikidze-Barnes pede à Federação Mundial de Xadrez que reconsidere organizar o próximo campeonato mundial na cidade de Teerão e para marcar uma posição criou uma petição online em defesa dos direitos das mulheres na qual é pedido que o evento desportivo se realize noutro país.

To all of you supporting our cause, please SIGN our petition and SHARE it. Thank you! Together we can #DefendWomensRights Link in my bio, on Twitter & Facebook

Uma foto publicada por Nazi Paikidze-Barnes (@nazipaiki) a Out 3, 2016 às 6:58 PDT

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório