Meteorologia

  • 23 JUNHO 2018
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 22º

Edição

Mais de 90% dos que entram em Ceuta dizem vir da Guiné-Conacri

Mais de 90% dos imigrantes subsaarianos que entram ilegalmente em Ceuta dizem vir da Guiné-Conacri, o que a polícia vê como uma estratégia para evitar a expulsão.

Mais de 90% dos que entram em Ceuta dizem vir da Guiné-Conacri
Notícias ao Minuto

12:16 - 03/05/16 por Lusa

Mundo Migrações

Fontes policiais disseram à agência noticiosa espanhola EFE que nos últimos anos a maior parte dos imigrantes subsaarianos que consegue entrar em Ceuta a partir de Marrocos afirma aos agentes ser da Guiné-Conacri.

A falta de documentação, assim como a inexistência de acordos com a Guiné-Conacri para o repatriamento de cidadãos levam as forças de segurança a pensar que o país é referido como uma estratégia para evitar a expulsão.

Desde o início do ano foram mais de 300 os imigrantes, incluindo mulheres e crianças, que entraram em Ceuta e alegaram ser da Guiné-Conacri. Os restantes disseram ser originários de países como o Mali, Mauritânia, Serra Leoa ou Libéria.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.