Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2019
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 14º

Edição

Uruguai vai ser observador associado da CPLP este ano

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação portuguesa afirmou hoje que o Uruguai vai ser observador associado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no segundo semestre deste ano.

Uruguai vai ser observador associado da CPLP este ano
Notícias ao Minuto

14:31 - 28/04/16 por Lusa

Mundo Secretária

A decisão de se tornar observador associado da CPLP insere-se numa estratégia "de aproximação aos países de língua portuguesa" e na vontade de "aproximação do Uruguai a África", disse Teresa Ribeiro à Lusa, por telefone, no final de uma visita ao país, no âmbito da semana de Portugal.

"O Uruguai será membro associado da CPLP na próxima cimeira, no segundo semestre, em 2016", afirmou.

A responsável acrescentou que vai ser também assinado, sem adiantar uma data, um memorando sobre cooperação triangular entre Portugal, Uruguai e países lusófonos africanos.

Para reforçar a aproximação a África e também ao Brasil, o Uruguai quer expandir a língua portuguesa, que já se fala nas zonas de fronteira, disse.

"Fala-se português nas zonas de fronteira, onde é a segunda língua", sublinhou, explicando que o reforço da língua passará pelo recurso a cursos 'online', devidamente certificados.

A secretária de Estado portuguesa referiu estar em análise com as autoridades uruguaias a realização de uma semana do Uruguai em Lisboa, no próximo ano, para reforçar o relacionamento bilateral e trocar experiências em diversas áreas.

A realização da semana de Portugal no Uruguai inseriu-se numa estratégia de diversificação de parceiros económicos, depois de identificadas como áreas preferenciais na relação económica bilateral turismo, água, resíduos, saneamento e infraestruturas, disse.

Várias empresas portuguesas participaram nesta semana, na sequência de um trabalho prévio de identificação das áreas de intervenção, "havendo ecos extraordinariamente positivos" em relação a este evento, sublinhou Teresa Ribeiro, destacando a participação da comunidade portuguesa no país sul-americano "muito ativa e empenhada".

"Há convergências históricas, culturais e linguísticas que o Uruguai valoriza muito", o que facilita o relacionamento político e empresarial, afirmou.

Atualmente são observadores associados da CPLP a Geórgia, Maurícia, Japão, Namíbia, Senegal e Turquia.

A CPLP integra Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Cabe ao Brasil, que ocupa a presidência 'pro tempore' da organização lusófona, indicar a data e o local da próxima cimeira de chefes de Estado e de governo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório