Meteorologia

  • 02 JULHO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 31º

Tripulação de companhia aérea enfrenta justiça por consumo de álcool

A tripulação de um voo de uma companhia aérea da Letónia, que tinha como destino a ilha grega de Creta, está a braços com a justiça norueguesa devido ao consumo excessivo de álcool, foi hoje divulgado pelas agências internacionais.

Tripulação de companhia aérea enfrenta justiça por consumo de álcool
Notícias ao Minuto

17:52 - 17/08/15 por Lusa

Mundo Letónia

O comandante do voo, o copiloto e dois comissários de bordo da companhia Air Baltic foram submetidos no aeroporto internacional de Oslo a um teste de alcoolémica surpresa antes do embarque.

O teste foi feito depois da polícia norueguesa ter sido alertada, por uma chamada telefónica de um funcionário de um hotel, de que os tripulantes da Air Baltic tinham bebido na noite anterior.

Os elementos (todos de nacionalidade letã) apresentaram níveis de álcool no sangue superiores aos limites legais na Noruega (0,2 gramas por litro de sangue).

Posteriormente, os tripulantes foram submetidos a novos testes num hospital em Oslo. O copiloto tinha 1,35 gramas, enquanto os dois comissários apresentavam 0,91 e 0,55 gramas e o comandante 0,54 gramas.

Nove dias depois destes acontecimentos, um tribunal norueguês condenou hoje a seis meses de prisão o copiloto da Air Baltic. Por sua vez, os dois comissários de bordo receberam penas menores de 60 e 45 dias de prisão.

O comandante do voo, que tinha a responsabilidade de transportar cerca de uma centena de passageiros até à ilha grega de Creta, vai ficar em prisão preventiva até ao próximo dia 17 de setembro, uma vez que não aceitou qualquer das acusações que lhe são imputadas, ao contrário dos restantes elementos da tripulação.

Todos os elementos são acusados de trabalhar sob o efeito de álcool e de violar a normativa que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas oito horas anteriores ao voo.

No caso específico do comandante, devido ao nível de responsabilidade, a legislação norueguesa prevê uma pena de prisão até dois anos.

O copiloto confessou hoje que os tripulantes partilharam duas garrafas de whisky, mas que tinham parado de beber por volta das 20:00. No entanto, as imagens de uma câmara de vigilância mostraram o copiloto a comprar uma cerveja às 01:49 da manhã, quatro horas antes da saída do voo.

Na mesma declaração, o copiloto admitiu que os tripulantes tinham perdido o controlo da quantidade de álcool ingerida, recusando no entanto estar alcoolizado na altura do embarque. O tripulante justificou que estava cansado porque tinha dormido pouco.

Todos os tripulantes foram entretanto despedidos pela companhia aérea da Letónia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório