#JeSuisAhmed em honra do polícia muçulmano assassinado

Muitos dizem #JeSuisCharlie, outros dizem #JeSuisAhmed. Não se tratam, no entanto, de opiniões polarizadas, muito embora já a última seja usada por alguns para esse fim. #JeSuisAhmed surge em homenagem ao polícia muçulmano morto no ataque ao semanário Charlie Hebdo.

© Twitter
Mundo Charlie Hebdo

A hashtag #JeSuisCharlie surgiu ontem como uma onda de apoio às vítimas do ataque terrorista ao semanário francês Charlie Hebdo mas não foi a única.

PUB

Um dos dois agentes de autoridade mortos no ataque era muçulmano e chamava-se Ahmed Merabet. O polícia, que patrulhava a zona de bicicleta, foi morto à queima-roupa pelos terroristas.

Assim que esta informação chegou à comunicação social, começou a circular a hashtag #JeSuisAhmed em honra do profissional, assassinado “a tentar proteger o direito de fazerem piadas com a sua fé”, como escreveu um dos utilizadores da mesma rede social.

A mensagem de apoio a Ahmed foi aproveitada por ambos os lados do conflito, com algumas mensagens sobre liberdade de expressão e amor e outras sobre a forma como o jornal “ridicularizava a fé” do próprio polícia, que morreu em sua defesa.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser