Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
34º
MIN 23º MÁX 38º

Iam estudar caverna e viram cadela. Estava a mais de 10m de profundidade

O animal foi resgatado e, o que inicialmente seria uma excursão a uma caverna, transformou-se numa missão de salvamento. Aconteceu no estreito de Narrows, no condado de Giles, Virgínia, EUA.

Iam estudar caverna e viram cadela. Estava a mais de 10m de profundidade
Notícias ao Minuto

23:14 - 10/07/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Uma cadela com muita sorte está a recuperar num abrigo, depois de um grupo de espeleólogos ter dito que a sua excursão a uma caverna na Virgínia, nos Estados Unidos, no fim de semana, se transformou numa missão de salvamento, quando a encontraram entre 12 a 15 metros de profundidade.

O caso remonta a domingo, quando Dave Jackson e Jesse Rochette, da empresa de simuladores de cavernas educativas CaveSim, sediada no Colorado, se encontravam no estreito de Narrows, no condado de Giles, para explorar as Cavernas Gigantes com um casal local.

O primeiro membro do grupo começou a descer a caverna em forma de funil e viu algo invulgar - uma cadela, noticia a Associated Press.

"Ele disse: 'Uau! Há uma cadela aqui em baixo!", contou Rochette, acrescentando que lhe perguntou "se estava vivo" e ele disse: "Sim!". Rochette tentou chamar o animal com um pedaço de salame. "Ela aproximou-se imediatamente, comeu o salame e adorou aquilo", revelou.

O animal estava a tremer, por isso embrulharam-no em cobertores, almofadas de espuma e tudo o que puderam encontrar, incluindo o capuz de um casaco velho que encontraram na gruta. Em seguida, conseguiram que bebesse água.

Jackson referiu que já tinha tido aulas de salvamento e participado em alguns antes, mas nunca num salvamento que envolvesse um animal.

Embora todos tenham levado algum equipamento de salvamento, os espeleólogos improvisaram um arnês para a cadela a partir de uma lona e de uma teia e montaram um sistema para puxar o cão amarrado a Rochette. Todo o resgate levou cerca de três horas.

"Quando saímos da caverna e chegámos ao ar fresco, ela ficou animada. Levantou a cabeça e começou a cheirar o ar", acrescentou.

O dono da propriedade não reconheceu o cão, por isso a dupla decidiu levá-lo a um hospital veterinário próximo. Depois, foi levada para o Giles County Animal Shelter, onde estava a recuperar bem.

Inicialmente, apelidaram-na de 'Cão das Cavernas', mas depois decidiram usar SPAR-C, um acrónimo para resgate assistido por pequenos grupos com um C adicionado para canino.

Numa publicação na rede social Facebook, na segunda-feira, o abrigo deu conta que a cadela é "um milagre vivo" e deu-lhe o nome de Sparsy.

O animal, que apresentava alguma dificuldade em andar, já "está de pé e em movimento", mas ainda está à procura do dono, afirmou o abrigo.

Leia Também: Cadela e crias resgatadas após serem "abandonadas ao sol" no Montijo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório