Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

PGR cabo-verdiano expressa "consternação" pela morte de Marques Vidal

O Ministério Público cabo-verdiano emitiu hoje uma nota de pesar pela morte da procuradora-geral adjunta jubilada Joana Marques Vidal, recordando os contributos que deu para a cooperação no setor, entre Portugal e Cabo Verde.

PGR cabo-verdiano expressa "consternação" pela morte de Marques Vidal
Notícias ao Minuto

18:53 - 10/07/24 por Lusa

Mundo Joana Marques Vidal

A magistrada "será recordada pela sua prestimosa colaboração em prol do fortalecimento das instituições judiciárias. Inclinamo-nos, respeitosamente, perante a sua memória", lê-se no comunicado, subscrito por Luís Landim, Procurador-Geral da República de Cabo Verde.

A nota expressa "profunda consternação" pela morte.

No mesmo documento, faz-se referência a uma "irreparável perda", classificando Joana Marques Vidal como alguém que, "de forma singular, soube desempenhar as suas funções com honestidade, sabedoria e elevado sentido de responsabilidade".

A ex-Procuradora-Geral da República Joana Marques Vidal morreu na terça-feira, aos 68 anos, no Hospital de São João, no Porto, depois de ter estado várias semanas internada em coma.

Joana Marques Vidal foi a primeira mulher a liderar a Procuradoria-Geral da República portuguesa, entre 2012 e 2018, sendo sucedida no cargo por Lucília Gago, a atual PGR.

Leia Também: PGR angolano lamenta morte da "insigne magistrada" Joana Marques Vidal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório