Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 27º

Secreta militar russa reclama ter neutralizado atentados de Kyiv

As autoridades russas reclamaram hoje ter impedido um "ataque terrorista" contra um porta-aviões em Murmansk e atentados em Moscovo, acusando diretamente a Ucrânia da preparação dos ataques. 

Secreta militar russa reclama ter neutralizado atentados de Kyiv
Notícias ao Minuto

11:00 - 10/07/24 por Lusa

Mundo Ucrânia

O Serviço Federal de Segurança (FSB) declarou, num comunicado publicado hoje no portal oficial, que tinha sido detido um cidadão russo que, alegadamente, planeava assassinar três altos funcionários russos em Moscovo, depois de ter recebido instruções de Kyiv para levar a cabo atentados bombistas.

"O detido confessou que foi recrutado em maio de 2024 por um membro dos serviços secretos militares ucranianos e concordou em realizar tarefas relacionadas com a preparação de atos terroristas na Rússia em troca de uma compensação financeira", acusa o FSB.

O relatório dos serviços de informações da Rússia refere ainda que um outro cidadão russo destacado num porta-aviões "foi contactado por um agente dos serviços especiais ucranianos" através de aplicações de mensagens de telemóvel persuadindo-o a cometer "um ataque terrorista contra o navio militar".

De acordo com o FSB, Kyiv exerceu "pressões psicológicas" junto do cidadão russo, incluindo "promessas de fuga para o estrangeiro com documentos falsos, pagamento de uma grande quantia de dinheiro".

O navio de guerra, alvo do suposto atentado, era o porta-aviões "Kuznetsov".

Por fim, o FSB disse que "todos os organizadores e cúmplices dos crimes a mando de Kyiv, incluindo os estrangeiros", foram objeto de um mandado de busca e captura e vão ser julgados em conformidade com a lei russa.

Até ao momento, as autoridades ucranianas não comentaram o sucedido.

Leia Também: "A Ucrânia pode e vai parar Putin". Biden discursou na cimeira da NATO

Recomendados para si

;
Campo obrigatório