Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
28º
MIN 23º MÁX 38º

Lula pede que resultados das eleições na Venezuela sejam "reconhecidos"

O Presidente brasileiro, Lula da Silva, afirmou hoje que "normalização da vida política" na Venezuela significa estabilidade para a América do Sul e pediu que os resultados das próximas eleições "sejam reconhecidos por todos".

Lula pede que resultados das eleições na Venezuela sejam "reconhecidos"
Notícias ao Minuto

22:38 - 09/07/24 por Lusa

Mundo Lula da Silva

O presidente brasileiro, durante o seu discurso, durante sua visita oficial à Bolívia, após a assinatura de vários acordos bilaterais com o Presidente boliviano, Luis Arce, garantiu que "a normalização da vida política na Venezuela significa estabilidade para toda a América do Sul".

O chefe de Estado brasileiro disse esperar que as eleições venezuelanas de 28 de julho "decorram normalmente" e apelou a que os resultados "sejam reconhecidos por todos".

A campanha eleitoral na Venezuela começou a 04 de julho e terminará a 25 de julho, três dias antes das eleições, nas quais concorrem o atual Presidente Nicolás Maduro e o seu principal adversário da coligação Plataforma Democrática Unida (PUD), Edmundo González Urrutia.

O Presidente brasileiro está desde segunda-feira na cidade de Santa Cruz, no leste do país, onde realiza uma visita oficial de dois dias, durante a qual se reuniu com empresários locais e com o seu homólogo boliviano Luis Arce.

Lula da Silva felicitou também a Bolívia pela sua integração como membro de pleno direito do Mercosul e disse esperar "receber rapidamente a Venezuela de volta" ao bloco económico.

Após uma reunião com vários ministros de ambos os países, Arce e Lula assinaram acordos bilaterais sobre questões como tráfico de drogas, saúde, tecnologia e migração.

A agenda do chefe de Estado brasileiro na Bolívia terminará esta tarde, no encerramento de um fórum empresarial com empresários de ambos os países, que está a ser realizado na cidade de Santa Cruz, o motor económico do país andino.

Leia Também: "Triste para a Argentina" ausência de Milei na cimeira do Mercosul

Recomendados para si

;
Campo obrigatório