Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
35º
MIN 20º MÁX 37º

Duas pessoas em estado crítico devido a ataque nos Montes Golã

Pelo menos duas pessoas estão em estado crítico após serem atingidas por um foguete nos Montes Golã, no norte de Israel, tendo o exército israelita detetado 40 lançamentos de projéteis a partir do Líbano.

Duas pessoas em estado crítico devido a ataque nos Montes Golã
Notícias ao Minuto

19:41 - 09/07/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

A imprensa israelita, como os jornais Haaretz e Maariv, afirmaram que as duas vítimas morreram no impacto, mas até agora não há confirmação oficial.

O serviço de emergência israelita Magen David Adom confirmou ter encontrado os feridos em estado crítico após um pedido de socorro que indicava que duas pessoas tinham sido atingidas pelo "impacto direto de um foguete" na zona.

Pouco depois, o exército israelita declarou, em comunicado, que tinha detetado cerca de 40 projéteis disparados com origem no Líbano para o centro dos Montes Golã, referindo ter atingido uma estrutura militar na cidade de Kfarkela, no sul do Líbano.

A milícia xiita libanesa Hezbollah, que tem estado envolvida numa intensa troca de tiros com Israel desde o início da guerra na Faixa de Gaza, a 07 de outubro de 2023, reivindicou hoje um ataque com dezenas de foguetes contra a base militar de Nafah, na região dos Montes Golã.

O ministro israelita dos Negócios Estrangeiros, Israel Katz, avisou hoje o secretário-geral do Hezbollah, Hasan Nasrallah, que se não parar a escalada da guerra na fronteira "será considerado o destruidor do Líbano".

A declaração de Katz é a mais recente ameaça de Israel contra o grupo xiita libanês, no meio de tensões que não se registavam desde a guerra de 2006, à medida que aumentam os receios de uma nova escalada na fronteira.

O Hezbollah, apoiado pelo Irão, abriu fogo contra o território israelita a 08 de outubro, um dia depois do início da guerra entre Israel e o grupo islamita Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

Desde então, mais de 500 pessoas foram mortas nos dois lados da fronteira entre Israel e o Líbano, a maioria das quais do lado libanês e nas fileiras do Hezbollah, que confirmou cerca de 330 baixas de milicianos e comandantes, alguns dos quais na Síria.

Nesta terça-feira, o exército israelita intercetou dois 'drones' com explosivos quando se aproximavam de território israelita, e nos dias anteriores intensificou-se a troca de tiros.

Leia Também: Médio Oriente. Israel exige ao Hezbollah que retire milícias da fronteira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório