Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

Moscovo responsabiliza Washington por ataque na Crimeia ocupada

A Rússia acusou hoje os EUA de serem "responsáveis" pelo ataque ucraniano que matou cinco pessoas e feriu mais de uma centena de outras na península anexada da Crimeia, alegadamente utilizando mísseis americanos ATACMS fornecidos a Kiev.

Moscovo responsabiliza Washington por ataque na Crimeia ocupada
Notícias ao Minuto

16:33 - 23/06/24 por Lusa

Mundo Crimeia

"A responsabilidade pelo ataque deliberado com mísseis contra civis em Sebastopol (cidade da Crimeia) cabe, em primeiro lugar, a Washington, que forneceu estas armas à Ucrânia", bem como às autoridades de Kiev, afirmou o Ministério da Defesa russo em comunicado.

"Tais ações não ficarão sem resposta", garantem as autoridades russas.

Segundo o exército russo, cinco mísseis ATACMS foram lançados pelas forças ucranianas, quatro dos quais foram "intercetados".

As missões de voo destes mísseis foram "captadas por especialistas norte-americanos com base em dados dos serviços de informação por satélite dos Estados Unidos", afirmou o ministério russo em apoio das suas acusações.

Em abril, Washington anunciou o envio de mísseis ATACMS de longo alcance à Ucrânia, que há muito os solicitava para poder atacar mais atrás da linha da frente.

Nem a Ucrânia nem os Estados Unidos comentaram ainda o ataque de Sebastopol.

Depois de num primeiro momento as autoridades russas terem denunciado que o ataque com os mísseis balísticos provocou pelo menos três mortos, o governador Mikhail Razvojaev, precisou que o ataque fez cinco mortos, incluindo três crianças, e uma centena de feridos.

Cinco outras crianças estão a receber cuidados intensivos no hospital, disse Razvojaev num vídeo publicado na rede social Telegram.

O dirigente acrescentou que o Presidente Vladimir Putin tinha telefonado para "apresentar as suas condolências" às famílias.

Vídeos publicados pelos meios de comunicação russos mostram os habitantes de uma praia a fugir quando ouvem as explosões, noticia a AFP, que diz não poder verificar a sua autenticidade.

Sebastopol, uma importante cidade portuária, é frequentemente visada, nomeadamente por ser o quartel-general da frota russa do mar Negro.

A Crimeia é um importante centro logístico para o exército russo.

A Ucrânia, que enfrenta a ofensiva russa há dois anos, retalia regularmente atacando as regiões russas ou as zonas ocupadas.

Em particular, as suas tropas tentam regularmente destruir navios de guerra russos.

Leia Também: 'Drones' e misseis ucranianos matam quatro e ferem 127 na Crimeia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório