Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 26º

Paquistão. Primeiro banco de leite materno fecha por críticas religiosas

O primeiro banco de leite materno do Paquistão foi forçado a suspender operações após críticas de setores religiosos, que inicialmente deram a sua aprovação, mas depois mudaram de ideias, disse hoje à EFE fonte oficial.

Paquistão. Primeiro banco de leite materno fecha por críticas religiosas
Notícias ao Minuto

11:26 - 22/06/24 por Lusa

Mundo Paquistão

Descrito como um "centro-chave para a saúde materna" durante a sua inauguração, há menos de um mês, a suspensão ocorreu após uma 'fatwa' (decreto religioso islâmico) emitida por uma escola corânica na cidade de Karachi, disse à agência de notícias EFE um porta-voz do Ministério da Saúde da província de Sindh, Ali Nawaz.

A mesma fonte esclareceu que se trata de um decreto religioso "revisto", uma vez que aquela instituição islâmica tinha anteriormente dado aprovação ao centro destinado a receber doações para recém-nascidos que não podem receber leite das suas mães.

"O assunto foi encaminhado para o Conselho de Ideologia Islâmica", acrescentou Nawaz.

O Instituto Sindh de Saúde Infantil e Neonatologia disse em comunicado, na quinta-feira, que a suspensão reflete o seu "compromisso contínuo de agir dentro da estrutura da jurisprudência islâmica".

Segundo o instituto, a 'fatwa' inicial deu 'luz verde' à construção deste banco apoiado pela UNICEF, embora sob uma série de condições, como a obrigação de manter um registo de doadores, para garantir que apenas as mães muçulmanas doassem leite para os bebés desta religião.

A ministra da Saúde de Sindh, Azra Pechuho, inaugurou o centro em 08 de junho, garantindo que era o primeiro a cumprir os preceitos da lei islâmica.

O Paquistão é um país conservador, onde 96% da população professa o Islão e as ameaças de blasfémia são uma acusação grave que frequentemente conduz à violência.

Esta semana, uma multidão torturou e queimou vivo um homem no noroeste da chamada "terra dos puros", após acusá-lo de insultar o Alcorão.

MPE // JMC

Lusa/Fim

Recomendados para si

;
Campo obrigatório