Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
30º
MIN 19º MÁX 31º

Ucrânia e Moldova saúdam início das negociações de adesão à UE

O Presidente ucraniano e a sua homóloga da Moldova saudaram hoje a abertura das negociações de adesão à União Europeia (UE), previstas para a próxima semana, e que iniciarão oficialmente o processo de integração dos dois países do leste europeu.

Ucrânia e Moldova saúdam início das negociações de adesão à UE
Notícias ao Minuto

13:46 - 21/06/24 por Lusa

Mundo Ucrânia/Rússia

"Esperamos com impaciência a próxima semana, o dia 25 de junho, quando a Ucrânia e a UE vão promover a sua primeira conferência intergovernamental que assinalará o início efetivo do processo de negociações", indicou Volodymyr Zelensky, numa mensagem na rede social X, saudando a realização de um "sonho europeu".

Em Chisinau, a Presidente moldova, Maia Sandu, também através de mensagem nas redes sociais, indicou que as autoridades do país "puseram em marcha todas as recomendações emitidas no passado pela Comissão Europeia" para garantir a entrada no bloco comunitário.

"Dois anos após garantir o estatuto de candidato à adesão, a primeira conferência intergovernamental Moldova-UE terá lugar no próximo 25 de junho, no arranque das negociações para a entrada na UE", que perspetiva para 2030.

A chefe de Estado moldova assinalou ainda que foram aprovadas as linhas gerais da posição moldova face às conversações, que terão de ser aprovadas pelo Governo. A vice-ministra da Integração Europeia, Kristina Gerasimov, foi designada para liderar as negociações, precisou.

A convocatória da Conferência Intergovernamental (CIG) foi hoje marcada pelos Estados-membros da União Europeia (UE) para a próxima terça-feira, marcando a abertura formal da adesão da Ucrânia e Moldova ao bloco, anunciou hoje a presidência semestral belga.

Os ministros das Finanças da UE adotaram hoje, no Luxemburgo, o quadro negocial com os dois países candidatos e a abertura formal das negociações arranca, também no Luxemburgo, na próxima terça-feira, após a reunião dos ministros dos Assuntos Europeus da UE.

Na quarta-feira, os embaixadores dos Estados-membros junto da UE tinham já concordado na convocação da CIG, hoje formalizada pelo Conselho da UE, a poucos dias do fim da presidência rotativa belga (termina a 30 de junho, seguindo-se a Hungria no segundo semestre do ano).

No passado dia 07, a Comissão Europeia considerou que Kiev e Chisinau cumpriam as condições prévias para a abertura das longas negociações formais.

O Conselho Europeu tinha já dado parecer favorável à abertura de negociações em dezembro de 2023.

A CIG prepara a reforma das instituições da UE no âmbito do alargamento a novos Estados-membros, havendo atualmente oito países candidatos: Turquia (1987), Macedónia do Norte (2004), Montenegro (2008), Albânia (2009), Sérvia (2009), Bósnia e Herzegovina, Ucrânia, Moldova (2022) e Geórgia (2023).

Leia Também: Confirma-se: Negociações de adesão da Ucrânia à UE começam a 25 de junho

Recomendados para si

;
Campo obrigatório