Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
22º
MIN 20º MÁX 37º

Igreja Católica dos EUA pede perdão pelo "trauma" causado a americanos

Os bispos católicos norte-americanos reconheceram hoje o papel da Igreja no trauma infligido aos nativo americanos e pediram desculpa, em especial às crianças retiradas das suas famílias para serem assimiladas à força em internatos.

Igreja Católica dos EUA pede perdão pelo "trauma" causado a americanos
Notícias ao Minuto

06:42 - 15/06/24 por Lusa

Mundo EUA

"A Igreja reconhece que desempenhou um papel no trauma sofrido pelas crianças nativas americanas", sublinhou a Conferência dos Bispos Católicos, de acordo com um documento citado pela agência France-Presse (AFP).

Uma investigação do jornal Washington Post no final de maio mostrou que pelo menos 122 padres, atribuídos a 22 internatos católicos desde a década de 1890, foram posteriormente acusados de abusar sexualmente de crianças nativas americanas.

A maioria dos abusos documentados ocorreu nas décadas de 1950 e 1960 e afetaram mais de 1.000 crianças.

A Conferência dos Bispos Católicos dos EUA, que votou pela aprovação do documento, estabelece as regras e políticas da Igreja nos Estados Unidos.

"Pedimos desculpa por não ter conseguido elevar, fortalecer, honrar, reconhecer e valorizar as pessoas confiadas ao nosso cuidado pastoral", acrescentaram, afirmando que pretendem "quebrar a cultura do silêncio".

Durante décadas, os Estados Unidos removeram em massa as crianças nativas americanas dos seus pais biológicos e colocaram-nas em internatos ou em famílias não-nativas americanas.

O Congresso norte-americano pôs fim a estas políticas de assimilação forçada com a "Lei do Bem-Estar da Criança Indiana" em 1978.

Nos internatos, as crianças nativas americanas "foram forçadas a abandonar as suas línguas, roupas e costumes", frisaram os bispos.

"A cura e a reconciliação só podem ocorrer quando a Igreja Católica reconhecer o dano causado às suas crianças nativas americanas", garantiram também, apelando a todos os membros da Igreja para "cooperarem" em qualquer investigação relativa ao seu papel nestes casos.

Em 2022, um relatório do gabinete de assuntos indígenas dos EUA totalizou 408 internatos localizados em 37 estados e territórios dos EUA.

Segundo o documento, 84 internatos eram geridos por comunidades ou entidades religiosas católicas.

No vizinho Canadá, este capítulo sombrio da história da América do Norte foi revivido desde a primavera de 2021 e a descoberta de mais de mil sepulturas anónimas nos locais de antigas escolas residenciais católicas para povos indígenas.

Durante uma visita ao Canadá no verão de 2022, o papa Francisco pediu "perdão pelo mal cometido" contra os povos indígenas do país.

Leia Também: Papa Francisco com participação sem precedentes na cimeira do G7

Recomendados para si

;
Campo obrigatório