Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 32º

Zelensky recebe garantia de que China não venderá armas à Rússia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse hoje que o seu homólogo chinês, Xi Jinping, lhe garantiu que Pequim não venderá armas à Rússia, um reconhecido aliado chinês.

Zelensky recebe garantia de que China não venderá armas à Rússia
Notícias ao Minuto

23:17 - 13/06/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

"Tive uma conversa telefónica com o dirigente da China, que me disse que não venderia armas à Rússia. Veremos. Deu-me a sua palavra", afirmou Zelensky, à margem da cimeira do G7 que decorre em Itália.

Zelensky referiu igualmente que o acordo bilateral de segurança por dez anos hoje assinado, à margem da cimeira, entre Estados Unidos e Ucrânia "abre a via à integração da Ucrânia na NATO".

O Presidente ucraniano, que falava numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo norte-americano, Joe Biden, acrescentou que o acordo "estipula que os Estados Unidos apoiam a futura integração da Ucrânia na NATO".

O G7 agrupa os sete países mais industrializados do mundo (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido) e uma representação da União Europeia.

Hoje, primeiro de três dias da cimeira em Itália, o G7 comprometeu-se com um apoio à Ucrânia de 50 mil milhões de dólares (46,3 mil milhões de euros), verba financiada pelos juros sobre os ativos russos congelados.

Segundo o chefe de Estado ucraniano, o dinheiro será usado para armar as novas brigadas formadas para auxiliar os soldados na frente de combate.

Ucrânia e Rússia estão em guerra desde fevereiro de 2022, depois de as tropas russas terem invadido território ucraniano.

Leia Também: Acordo do G7 sobre bens russos? Mostra a Putin que "não recuamos"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório