Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

Trump regressa a Washington pela 1.ª vez desde invasão ao Capitólio

O ex-Presidente norte-americano e presumível futuro candidato republicano Donald Trump volta hoje à capital, Washington, para uma operação de charme junto de congressistas e senadores do seu partido, em antecipação das eleições de 05 de novembro.

Trump regressa a Washington pela 1.ª vez desde invasão ao Capitólio
Notícias ao Minuto

11:56 - 13/06/24 por Lusa

Mundo EUA

Esta é a primeira visita de Trump à zona do Capitólio desde que uma multidão de apoiantes seus invadiu o edifício do Congresso, em janeiro de 2021, para impedir a ratificação da vitória eleitoral do atual chefe de Estado, o democrata Joe Biden, nota hoje a Efe.

Este é também o primeiro encontro de Trump com legisladores desde que se tornou no primeiro ex-presidente a ser condenado por um crime, quando um tribunal de Nova Iorque o considerou culpado, em maio, de falsificar registos comerciais para comprar o silêncio de uma atriz pornográfica.

Fontes da campanha de Trump disseram ao jornal The Washington Post que o magnata se reunirá com deputados e senadores no clube privado republicano Capitol Hill Club, próximo do Congresso, para "trabalhar em conjunto na promoção de políticas que salvem os Estados Unidos".

O presidente da Câmara dos Representantes, o republicano Mike Johnson, disse que os representantes estão "muito entusiasmados por receber de novo o Presidente Trump".

O líder cessante do Senado, Mitch McConnell, que rompeu a sua relação com Trump devido à invasão ao Capitólio, anunciou que participará na reunião e que irá ver o ex-Presidente pela primeira vez em mais de três anos.

McConnell já confirmou que irá apoiar a candidatura presidencial de Trump, cumprindo a promessa de que iria acompanhar o candidato escolhido pelo partido.

Trump foi acusado de motivar a invasão ao Capitólio e de tentar anular a sua derrota eleitoral. Nos últimos anos, tem alargado o seu controlo junto do Partido Republicano e tem garantida a nomeação para as eleições presidenciais de 05 de novembro.

A Efe regista ainda que apenas dois dos 10 republicanos da Câmara dos Representantes que votaram a favor de levar Trump a tribunal pela invasão ao Capitólio mantiveram os seus lugares após as intercalares de 2022.

Leia Também: "Vergonha". Deputados italianos envolvem-se em agressões no parlamento

Recomendados para si

;
Campo obrigatório