Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

Polónia. Fundo alemão devolve objetos a familiares de vítimas do nazismo

Um fundo de arquivos alemão devolveu hoje um relógio, brincos e outros objetos pessoais às famílias das vítimas do nazismo na Polónia, iniciativa integrada numa campanha para homenagear a memória dos mortos em campos de concentração nazis.

Polónia. Fundo alemão devolve objetos a familiares de vítimas do nazismo
Notícias ao Minuto

23:54 - 11/06/24 por Lusa

Mundo Polónia

Os objetos foram devolvidos pelos Arquivos Arolsen, dedicado às vítimas do nazismo, durante uma cerimónia em Varsóvia.

Estes arquivos contêm aproximadamente 30 milhões de documentos, incluindo arquivos da SS (polícia paramilitar do Estado nazi) e da Gestapo (polícia secreta nazi), registos de campos de concentração, bem como centenas de envelopes com objetos pessoais de antigos prisioneiros.

Como parte da campanha #StolenMemory, o fundo começou em 2016 a procurar os descendentes das vítimas dos campos de concentração e a devolver-lhes os objetos.

"Cada família encontrada e cada objeto devolvido é uma possibilidade que se abre para a reconstrução do destino das vítimas e da sua história", sublinharam os Arquivos Arolsen, em comunicado de imprensa.

A cerimónia foi organizada em Varsóvia antes da celebração do 80.º aniversário da revolta de agosto de 1944 na capital polaca contra os ocupantes nazis.

Os objetos devolvidos hoje pertenciam a dois civis polacos presos pelos nazis durante a ocupação e enviados para morrer nos campos de concentração.

Em 01 de agosto de 1944, entre 20.000 a 50.000 rebeldes mal armados, soldados do exército clandestino AK dependente do governo polaco no exílio em Londres, rebelaram-se contra o ocupante nazi, e quando as tropas soviéticas se encontravam às portas da cidade.

Durante 63 dias de combate, e com o Exército Vermelho de Estaline a optar por não intervir, foram mortos 200.000 civis e a vila foi transformada num monte de ruínas, e de seguida arrasada, antes de Hitler ordenar a retirada do seu exército.

Os Arquivos Arolsen pretendem devolver este ano cerca de uma centena de objetos às famílias das pessoas deportadas de Varsóvia durante a revolta.

Leia Também: Cidadão russo-americano condenado na Rússia por "reabilitar o nazismo"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório