Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Países árabes pedem a Israel e ao Hamas resposta positiva ao plano dos EUA

Os países árabes do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) pediram a Israel e ao Hamas que respondam "positivamente" à proposta dos Estados Unidos para acabarem com a guerra na Faixa de Gaza, segundo um comunicado hoje divulgado.

Países árabes pedem a Israel e ao Hamas resposta positiva ao plano dos EUA
Notícias ao Minuto

10:49 - 10/06/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

Na nota, os ministros dos Negócios Estrangeiros do CCG, reunidos no domingo no Qatar, um importante mediador no conflito, sublinharam a necessidade de Israel e o Hamas "basearem-se nessa proposta e alcançarem um quadro político para reativar as negociações de paz e implementar a solução de dois Estados".

"O Conselho Ministerial (do CCG) pede às duas partes para abordarem de forma positiva e séria o anúncio do Presidente dos EUA (Joe Biden) em 31 de maio (...) sobre um acordo de cessar-fogo, a retirada de Israel da Faixa de Gaza, a libertação de reféns e prisioneiros e o regresso seguro dos deslocados para as suas casas", referiu no comunicado.

Os chefes da diplomacia daquela aliança política e económica árabe, composta pela Arábia Saudita, Qatar, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Omã, sublinharam também a necessidade de "oferecer ajuda humanitária adequada aos civis" em Gaza, sob constantes bombardeamentos e cerco israelita.

A nota, divulgada pela agência de notícias oficial do Qatar (QNA), condena também a "continuidade da agressão israelita em Gaza" e exige a "cessação imediata das constantes agressões de Israel", país que a organização árabe culpou pela "morte de milhares de civis", principalmente mulheres e crianças.

O comunicado do CCG coincide com a digressão que o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, prevê iniciar hoje ao Médio Oriente, a oitava desde o início da guerra na Faixa de Gaza, em 07 de outubro, para promover a proposta de trégua e a libertação dos reféns israelitas.

Blinken planeia reunir-se hoje com o Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, outro mediador importante no conflito, antes de continuar a sua viagem a Israel, Jordânia e Qatar, a fim de pressionar Israel e o Hamas a aceitarem a proposta de Biden.

Essa proposta em três fases inclui um cessar-fogo, a troca de reféns israelitas por prisioneiros palestinianos, uma retirada gradual das tropas de Israel de Gaza e a implementação de um plano de reconstrução para o enclave palestiniano.

Leia Também: EUA pedem voto do Conselho de Segurança em apoio a acordo de cessar-fogo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório