Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 24º

Rússia reivindica ter abortado ataques terroristas na Crimeia

As autoridades russas detiveram quatro pessoas suspeitas de estarem a preparar ataques contra os caminhos-de-ferro da Crimeia sob ordens dos serviços secretos ucranianos, anunciou hoje o Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia.

Rússia reivindica ter abortado ataques terroristas na Crimeia
Notícias ao Minuto

09:16 - 30/05/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

Um quinto elemento do grupo morreu durante a operação, ao sofrer "ferimentos incompatíveis com a vida" após a detonação de um engenho explosivo caseiro, disse o FSB num comunicado citado pela agência russa TASS.

A Crimeia é uma península ucraniana que a Rússia invadiu e anexou em 2014.

A Rússia voltou a invadir a Ucrânia em fevereiro de 2022, desencadeando a guerra em curso entre os dois países.

O FSB disse que conseguiu abortar "uma série de ataques terroristas de sabotagem contra alvos de transporte ferroviário na Crimeia planeados pelos serviços secretos ucranianos".

Segundo o FSB, "para levar a cabo os ataques terroristas, a Direção de Inteligência do Ministério da Defesa ucraniano selecionou e recrutou cinco residentes da Crimeia que eram apoiantes do regime de Kiev".

Os agentes recrutados planeavam efetuar sabotagens em vários distritos da Crimeia "para paralisar o transporte ferroviário, incluindo comboios militares", segundo o comunicado do FSB, citado pela agência espanhola EFE.

Leia Também: Forças de Kyiv reclamam novo ataque contra navio russo na Crimeia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório