Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 30º

EUA insistem com Israel para proteger vidas civis

A Casa Branca disse hoje que está incomodada com as imagens do ataque israelita em Rafah, que matou "palestinianos inocentes", e pediu a Israel que "tome todas as precauções para proteger os civis".

EUA insistem com Israel para proteger vidas civis
Notícias ao Minuto

19:37 - 27/05/24 por Lusa

Mundo Médio Oriente

"Israel tem o direito de atacar o Hamas, e entendemos que este ataque matou dois terroristas de alto escalão do Hamas. (...) Mas, como deixámos claro, Israel deve tomar todas as precauções possíveis para proteger os civis", disse um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca.

A Casa Branca acrescentou ainda que os Estados Unidos ficarão "ativamente empenhados em compreender o que aconteceu".

Horas antes, o Governo israelita tinha prometido investigar o ataque das suas forças militares que matou dois funcionários do Hamas e mais outras 45 pessoas num campo em Rafah, na Faixa de Gaza.

"De acordo com informações iniciais, ocorreu um incêndio após o ataque. Esses terroristas estavam escondidos no porão", informou Avi Hyman, porta-voz do Governo israelita, durante uma conferência de imprensa.

"Vamos investigar o assunto. Foi realmente sério. Qualquer perda de vidas, de vidas civis, é algo sério e terrível", acrescentou Hyman, insistindo que Israel continua a tentar "limitar as perdas civis".

De acordo com Avi Hyman, o ataque teve como alvo dois membros do Hamas responsáveis por "numerosos ataques na Judeia e na Samaria", termos bíblicos judaicos para a Cisjordânia ocupada.

Este ataque em Rafah foi denunciado pelo Egito e pelo Qatar, mediadores nos esforços diplomáticos para alcançar um cessar-fogo na guerra iniciada há quase oito meses.

Leia Também: Cidades do norte de Israel em chamas após lançamento de rockets do Líbano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório