Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

Kyiv estima que 500 mil russos morreram ou ficaram feridos na guerra

As Forças Armadas da Ucrânia elevaram hoje para cerca de 500 mil o número de militares russos mortos ou feridos em combate no âmbito da guerra, número muito superior ao reconhecido até agora por Moscovo.

Kyiv estima que 500 mil russos morreram ou ficaram feridos na guerra
Notícias ao Minuto

11:19 - 24/05/24 por Lusa

Mundo Guerra na Ucrânia

O Estado-Maior do Exército ucraniano afirmou em comunicado publicado na rede social Facebook que "as perdas totais do inimigo em combate" ascendem "atualmente a 498.940" militares, incluindo 1.240 vítimas dos confrontos registados no último dia na cidade de Kharkiv.

O exército adiantou ainda que, desde o início da invasão da Rússia, em fevereiro de 2022, foram destruídos 7.635 tanques de guerra, 12.902 sistemas de artilharia, 813 sistemas antiaéreos, 356 aviões, 326 helicópteros, 10.401 'drones', 27 barcos e um submarino, além de outras armas e equipamentos militares do exército russo.

O portal independente russo Mediazona estima o número total de soldados russos mortos em combate em 52.789, embora destaque, na sua página de internet, que o número mais provável de mortes ronda os 85.000, número muito superior ao fornecido por Moscovo, que não tem atualiza os seus balanços há meses.

A Rússia lançou, em 24 de fevereiro de 2022, uma ofensiva militar na Ucrânia que, além de vários milhares de mortos, causou a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: Zelensky critica falta de autorização e meios para atacar a Rússia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório