Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 21º

Israel "proíbe" consulado espanhol em Jerusalém de apoiar palestinianos

Esta medida é uma resposta ao reconhecimento do Estado palestiniano, que foi anunciado pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, na terça-feira.

Israel "proíbe" consulado espanhol em Jerusalém de apoiar palestinianos
Notícias ao Minuto

10:05 - 24/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Israel/Palestina

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Israel, Israel Katz, anunciou a proibição do consulado espanhol em Jerusalém de prestar serviços aos palestinianos na Cisjordânia.

"Decidi cortar a ligação entre a representação espanhola em Israel e os palestinianos e proibir o consulado espanhol em Jerusalém de prestar serviços aos palestinianos na Cisjordânia", escreveu Katz numa publicação na rede social X (antigo Twitter).

"Se esta pessoa ignorante e cheia de ódio quer compreender o que o Islão radical pretende realmente, deveria estudar os 700 anos de domínio islâmico em Al-Andalus, a atual Espanha", acrescenta ainda, referindo-se à vice-presidente do Governo espanhol, Yolanda Díaz, que terá feito um "apelo antissemita" ao falar de uma "Palestina livre desde o rio até ao mar" - fazendo uma referência ao rio Jordão e ao mar Mediterrâneo.

Esta medida é uma resposta ao reconhecimento do Estado palestiniano, que foi anunciado pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, na terça-feira.

Na sequência desta decisão, Israel chamou o embaixador em Espanha para consultas, assim como os da Irlanda e da Noruega, que seguiram o exemplo e deixou um aviso: "Terá consequências graves".

A crise diplomática entre Espanha e Israel agrava-se com a limitação da atividade do consulado espanhol na capital israelita.

As delegações consulares prestam serviços aos cidadãos nacionais deslocados no estrangeiro. Concretamente, a restrição abrange não só Jerusalém, mas também a Faixa de Gaza, onde se desenrola a maior parte da guerra contra o Hamas, e a Cisjordânia, onde se aplica a proibição, explica o ABC Espanha.

Leia Também: Espanha reconhece Palestina? Deputada israelita pede igual para Catalunha

Recomendados para si

;
Campo obrigatório