Meteorologia

  • 12 JUNHO 2024
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

Militares no poder em Conacri interditam quatro rádios e uma televisão

Os militares no poder na Guiné-Conacri proibiram hoje o funcionamento de quatro das estações de rádio privadas mais populares do país e de uma estação de televisão privada.

Militares no poder em Conacri interditam quatro rádios e uma televisão
Notícias ao Minuto

17:47 - 22/05/24 por Lusa

Mundo Guiné-Conacri

Segundo um comunicado do Ministério da Informação na quarta-feira, foram canceladas as licenças de funcionamento das emissoras rádio FIM FM, Radio Espace FM, Sweet FM, Djoma FM e da estação de televisão Djoma TV.

Como justificação para a medida, o comunicado cita o "incumprimento do conteúdo do caderno de encargos", sem fornecer mais pormenores.

A proibição ocorre num contexto de fortes restrições impostas aos meios de comunicação social pela junta militar, no poder desde 2021.

Desde novembro de 2023, quatro estações de rádio privadas estão sujeitas a bloqueios constantes, três canais de televisão privados estão praticamente inacessíveis e pelo menos três portais eletrónicas de informação foram bloqueados durante várias semanas sem explicação, em 2023, sublinha a Organização Não-Governamental (ONG) Repórteres sem Fronteiras (RSF) na sua página na Internet.

"A repressão dos meios de comunicação social tem de acabar", protestou a ONG nas redes sociais, recordando que as autoridades militares guineenses se tinham comprometido com a desbloquear "uma situação já dramática" para os meios de comunicação social.

No final de 2023 e no início de 2024, as autoridades impuseram igualmente restrições ao acesso à Internet e detiveram um dirigente sindical da imprensa durante mais de um mês, espoletando uma greve geral.

O país está classificado em 78.º lugar entre 180 países no índice de liberdade de imprensa de 2024 dos RSF.

Leia Também: Mais de 40 mortos na repressão de protestos na Guiné-Conacri desde 2021

Recomendados para si

;
Campo obrigatório