Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 24º

Sunak confirma eleições em julho. "Guio-me pelo certo, não pelo fácil"

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, confirmou as eleições antecipadas para julho e atacou a oposição, acusando o líder dos Trabalhistas de "não ter um plano" e, por isso, "não ser confiável".

Sunak confirma eleições em julho. "Guio-me pelo certo, não pelo fácil"
Notícias ao Minuto

16:41 - 22/05/24 por Teresa Banha

Mundo Reino Unido

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, confirmou, esta quarta-feira, as eleições legislativas antecipadas para 4 de julho, num discurso feito em Downing Street, à chuva e com manifestantes a poucos metros.

Sublinhando que nos últimos anos têm sido os mais difíceis desde a II Guerra Mundial, Sunak referiu que estava orgulhoso do país e da confiança que lhe foi dada. O primeiro-ministro falou da recuperação económica que enfrentou quando entrou para o cargo, assim como da guerra na Ucrânia.

"É o momento de o Reino Unido escolher o futuro", afirmou, contando que falou com o Rei Carlos III esta manhã para a dissolução do parlamento britânico e convocação de eleições eleições, que anteriormente já tinha dito que se iam passar "na segunda metade do ano".

"Estou confiante com o que podemos fazer no futuro", afirmou, num discurso que confirmou os 'rumores' e a data, que já tinha sido avançada pela imprensa britânica.

"Espero que o meu trabalho mostre que temos um plano para o Reino Unido florescer", afirmou, acrescentando que o que o guiou sempre foi aquilo que era o melhor para o país. "Sou guiado pelo que é certo para o nosso país, não pelo que é fácil. Não posso dizer o mesmo do Partido Trabalhista", afirmou, apontando depois o dedo à oposição.

Após sublinhar o trabalho do Partido Conservador ao longo dos anos, das dificuldades que o mundo enfrenta e do contexto internacional, Sunak 'virou-se' para a oposição, referindo que não sabe o que o Partido Trabalhista tem para oferecer.

"Na verdade, não acho que vocês também saibam. E é porque eles não têm um plano. E sendo assim, o futuro com eles é incerto. A 5 de julho, ou eu ou Keir Starmer vamos ser primeiro-ministro", sublinhou, considerando que o líder da oposição já mostrou muitas vezes que vai tomar o "caminho mais fácil".

"Se [Keir Starmer] não tem um plano, como é que pode ser confiável para liderar um país? Especialmente, nestes momentos de incerteza. Nas próximas semanas vou lutar por cada voto, ganhar a vossa confiança e vou provar-vos que apenas um governo Conservador liderado por mim não vai colocar a estabilidade económica em risco", atirou, explicando que para além de ter 'na manga' um plano, tinha também a coragem para agir.

De acordo com as publicações britânicas, a decisão para que as eleições antecipadas sejam em julho prende-se com a questão da inflação, que estará agora com bons indicadores e controlada.

[Notícia atualizada às 17h37]

Leia Também: Políticos britânicos pedem desculpa após escândalo com sangue contaminado

Recomendados para si

;
Campo obrigatório