Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 20º MÁX 38º

Israel convoca embaixadora espanhola. "Deram uma medalha ao Hamas"

O Governo israelita já tinha anunciado anteriormente a retirada dos seus embaixadores na Irlanda e na Noruega, cujos governos também anunciaram na quarta-feira o reconhecimento do Estado palestiniano a 28 de maio.

Israel convoca embaixadora espanhola. "Deram uma medalha ao Hamas"
Notícias ao Minuto

11:31 - 22/05/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Israel/Palestina

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Israel, Israel Katz, ordenou a consulta da embaixadora israelita em Espanha, Rodica Radian-Gordon, e convocou a embaixadora espanhola, Ana Salomão, na sequência do anúncio de que  Espanha vai reconhecer a Palestina a 28 de maio.

"Decidiram atribuir uma medalha de ouro aos assassinos do Hamas", denunciou o ministro israelita num comunicado, no qual o seu departamento especificava que seria mostrado à embaixadora espanhola o vídeo do ataque do grupo terrorista contra Israel, a 7 de outubro.

O Governo israelita já tinha anunciado anteriormente a retirada dos seus embaixadores na Irlanda e na Noruega, cujos governos também anunciaram na quarta-feira o reconhecimento do Estado palestiniano a 28 de maio.

"A Irlanda e a Noruega pretendem enviar hoje uma mensagem aos palestinianos e a todo o mundo: o terrorismo compensa", afirmava Kantz numa outra nota oficial.

Na mesma altura, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciava que Madrid também vai reconhecer a Palestina como Estado no dia 28 de maio.  

Na União Europeia, nove Estados-membros reconhecem a Palestina: Bulgária, Chipre, República Checa, Hungria, Malta, Polónia, Roménia e Eslováquia.

A decisão destes países foi tomada antes de aderirem ao bloco europeu, enquanto a Suécia reconheceu a Palestina em 2014, cumprindo uma promessa eleitoral dos sociais-democratas então no poder.

Nas Nações Unidas, já reconheceram unilateralmente o Estado da Palestina 137 dos 193 membros da organização, de acordo com a Autoridade Palestiniana.

Leia Também: Hamas atribui reconhecimento da Palestina a "resistência corajosa"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório