Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 23º

Paquistão e talibãs afegãos enviam delegações ao funeral de Raisi

O primeiro-ministro do Paquistão e uma delegação do Governo talibã do Afeganistão vão estar hoje presentes nas cerimónias fúnebres do Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, presididas pelo líder supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei.

Paquistão e talibãs afegãos enviam delegações ao funeral de Raisi
Notícias ao Minuto

07:49 - 22/05/24 por Lusa

Mundo Ebrahim Raisi

O chefe do Governo, Shehbaz Sharif, "visitará hoje a República Islâmica do Irão para oferecer as suas condolências pelo triste falecimento" de Raisi "em nome do povo e do Governo do Paquistão", disse a diplomacia paquistanesa, num comunicado.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Paquistão acrescentou que Sharif irá liderar uma delegação de alto nível e deverá reunir-se com Kahmenei e com presidente interino do Irão, Mohammad Mokhber.

O Paquistão declarou na segunda-feira um dia de luto devido à morte de Raisi, e do ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Hossein Amir-Abdollahian, na queda de um helicóptero no noroeste do país.

Também o Governo talibã do Afeganistão vai enviar uma delegação, liderada pelo vice-primeiro-ministro dos Assuntos Económicos, Baradar Akhund, e pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Amir Khan Muttaqi, disse o porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, na rede social X (antigo Twitter).

Sob a presidência de Raisi, o Irão foi um dos poucos países interessados em melhorar as relações com os talibãs quando estes tomaram o poder no Afeganistão em 2021, apesar de vários incidentes fronteiriços.

As cerimónias fúnebres começaram hoje na capital, com uma oração em honra de Raisi, conduzida ao início da manhã por Khamenei, na Universidade de Teerão, seguida de uma procissão pelas ruas da cidade.

Mohammad Mokhber chorou abertamente durante o serviço religioso, que contou com milhares de pessoas, incluindo o líder político do grupo islamita palestiniano Hamas, Ismail Haniyeh.

À tarde, terá lugar uma cerimónia na qual se espera a participação de altos responsáveis estrangeiros, incluindo o vice-presidente da Índia, Jagdeep Dhankhar.

As equipas de socorro iranianas recuperaram na segunda-feira de manhã os restos mortais de Raisi e dos outros oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo, anunciou a organização humanitária Crescente Vermelho.

O helicóptero despenhou-se na zona de Kalibar e Warzghan, na província do Azerbaijão Oriental, no noroeste do país.

O Governo iraniano declarou cinco dias de luto, mas garantiu que o desastre não irá causar "qualquer perturbação na administração" do país.

Leia Também: Irão. Morte de Raisi é "importante perda" e sucessor deve ser conservador

Recomendados para si

;
Campo obrigatório