Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
26º
MIN 15º MÁX 26º

"Orgulhava o Irão e humilhava os inimigos". Populares homenageiam Raisi

O chefe de estado iraniano morreu no domingo na sequência de um acidente de helicóptero.

"Orgulhava o Irão e humilhava os inimigos". Populares homenageiam Raisi
Notícias ao Minuto

10:02 - 21/05/24 por Daniela Carrilho

Mundo Irão

As cerimónias fúnebres do presidente do Irão, Ebrahim Raisi, começaram na manhã desta terça-feira na cidade de Tabriz, no noroeste do Irão.

O chefe de estado iraniano morreu no domingo na sequência de um acidente de helicóptero.

De acordo com a televisão estatal, milhares de pessoas estão reunidas no centro da capital da província do Azerbaijão Oriental, para homenagear Raisi.

No local, a Sky News traz relatos de populares que estão a participar nas cerimónias fúnebres. Hasti Amiri, residente em Teerão, disse que "desde o momento" em que soube da notícia, ficou "preocupado com o que nos ia acontecer a nós, a ele e ao nosso país".

Após receber a notícia da morte de Raisi, assume que "todos" ficaram "devastados".

Já Mohammad Beheshti, outro residente, revelou ao canal de televisão britânico que está triste por perder um líder tão poderoso.

"Ficámos chocados com a perda de uma personagem, uma personagem que orgulhava o Irão e humilhava os inimigos. Especialmente durante o último mês, vimos como o seu poder humilhou Israel e a América, e como o Irão foi elevado à grandeza", disse ainda.

De recordar que as equipas de socorro iranianas recuperaram na segunda-feira de manhã os restos mortais de Ebrahim Raisi e dos outros oito passageiros que seguiam no helicóptero que se despenhou no domingo no noroeste do Irão.

O helicóptero que transportava também o ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, despenhou-se na zona de Kalibar e Warzghan, na província do Azerbaijão Oriental, no noroeste do país.

O Governo iraniano confirmou a morte de Raisi, acrescentando que o desastre não vai causar "qualquer perturbação na administração" do país.

O vice-presidente Mohammad Mokhber foi nomeado como chefe de Estado interino.

O líder supremo do Irão, Ali Khamenei, decretou cinco dias de luto pela morte de Ebrahim Raisi.

Leia Também: Papa assegura a sua "proximidade espiritual" após morte de Raisi

Recomendados para si

;
Campo obrigatório