Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Michel alerta para "endurecimento do discurso público" após ataque a Fico

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, alertou hoje para o "endurecimento do discurso público", na sequência do ataque ao primeiro-ministro da Eslováquia, falando num "novo perigo que põe à prova as democracias" pela violência contra líderes políticos.

Michel alerta para "endurecimento do discurso público" após ataque a Fico
Notícias ao Minuto

18:56 - 16/05/24 por Lusa

Mundo Charles Michel

"A Eslováquia não é o primeiro país a sofrer ataques físicos no domínio político. Os ataques a dirigentes políticos são tão antigos como o próprio governo. No entanto, uma das maiores conquistas das democracias é o facto de terem substituído as armas pelas palavras, a violência pelo debate, mas este progresso nunca pode ser considerado um dado adquirido", escreveu Charles Michel numa missiva enviada a Bratislava.

Numa carta hoje endereçada à Presidente da Eslováquia, Zuzana Caputová, o responsável europeu acrescentou: "Atualmente, o endurecimento do discurso público é um novo perigo que está a pôr à prova as nossas democracias".

A missiva foi enviada um dia depois de o primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, ter ficado gravemente ferido num tiroteio em Handlova, a cerca de 150 quilómetros da capital do país.

Este é o segundo caso de ataque a responsáveis políticos na União Europeia (UE) em 15 dias.

No início de maio, o eurodeputado alemão Matthias Ecke, de 41 anos, foi atacado por um grupo de adolescentes.

O também candidato à reeleição nas próximas eleições europeias de junho como principal candidato do Partido Social-Democrata (SPD) foi atacado a 03 de maio e foi operado no domingo depois de ter sofrido fraturas, bem como hematomas no rosto.

Na missiva hoje enviada, Charles Michel salientou que "qualquer ataque violento contra um representante democraticamente eleito é também um ataque contra a democracia e, por conseguinte, contra o próprio povo".

"Não há lugar numa democracia para ataques violentos a líderes políticos", frisou o presidente do Conselho Europeu.

O primeiro-ministro eslovaco está consciente e consegue comunicar verbalmente, disse o Presidente eleito do país, Peter Pellegrini, que conseguiu falar hoje com Robert Fico no hospital onde foi internado após ter sido baleado na quarta-feira.

Pellegrini disse que só conseguiu falar com Fico durante alguns minutos, uma vez que o primeiro-ministro está muito cansado e sob o efeito de medicação, noticiou a imprensa local.

O autor dos disparos contra Fico é um homem de 71 anos, natural da cidade de Levice, no sudeste do país, que foi detido pela polícia no local do ataque.

O suspeito foi identificado pelos 'media' eslovacos como um escritor local.

Robert Fico, de 59 anos, foi atingido no estômago por vários tiros, disparados junto da Casa da Cultura, na cidade de Handlova.

O Governo eslovaco anunciou hoje que o autor do ataque ao primeiro-ministro foi acusado de tentativa de homicídio e que o crime teve motivação política.

Leia Também: Charles Michel chocado com ataque a primeiro-ministro eslovaco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório