Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 22º

"Boa atitude". Funcionário de pizzaria recebe gorjeta de... 2.500 dólares

O caso aconteceu em Independence, Iowa, Estados Unidos. Lumpkins revelou vai colocar o dinheiro na sua conta poupança para comprar o seu primeiro carro.

"Boa atitude". Funcionário de pizzaria recebe gorjeta de... 2.500 dólares
Notícias ao Minuto

19:11 - 16/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Um cliente de um restaurante Pizza Ranch, em Independence, Iowa, Estados Unidos, ofereceu uma gorjeta de 2.500 dólares (cerca de 2.300 euros) a um funcionário do estabelecimento depois de ver como o jovem de 16 anos, que tem uma malformação nos braços, se comportava.

Ryheem Lumpkins, que estuda na William Chrisman High School, cuida da caixa do local há cerca de um mês. Quando ninguém está na fila para pagar, ele está ocupado a varrer o chão e a limpar as mesas. Geralmente é quieto e introvertido, mas o trabalho mostrou-lhe o outro lado da sua personalidade, noticia a ABC 7 News.

"Vejo pessoas novas, fico animado quando as vejo. Nunca imaginei que ficaria animado quando vejo pessoas", afirmou Lumpkins.

Robert Samay começou a frequentar o estabelecimento há um mês e ficou tão impressionado com a atitude do funcionário que lhe deu uma gorjeta de 5 dólares (cerca de 5 euros) logo da primeira vez que o viu.

Na terça-feira, o homem voltou com uma surpresa que esperava que alegrasse o dia de Lumpkins e o motivasse ainda mais. "Agradeço o seu trabalho árduo, o seu bom sorriso, a sua boa atitude. Não conseguimos isso hoje em dia, especialmente em jovens", disse Samay a Lumpkins.

Naquele momento, uma amiga de Samay tirou uma pilha de notas de 50 dólares e começou a contá-las. À medida que o número crescia, Lumpkins ficava com as lágrimas nos olhos. No total foram 2.500 dólares (cerca de 2.300 euros).

"Para ser honesto, fiquei sem palavras. Nunca me tinha acontecido algo assim antes. Não foi só o dinheiro. Foi o gesto. Aquilo mostrou-me que há mais pessoas no mundo que realmente se importam comigo", destacou Lumpkins.

Só quando o jovem pegou dinheiro é que ficou claro que as mãos e os braços de Lumpkins eram diferentes da maioria das pessoas. Na verdade, eles nunca se desenvolveram totalmente. "Não descrevo isto como uma condição. Deus fez-me assim por uma razão. Sou uma pessoa normal. Não penso nisso como uma deficiência. Isso não me impede de nada. Se eu sentir que posso fazer isso, eu posso fazer", frisou o funcionário.

Lumpkins disse que vai colocar o dinheiro na sua conta poupança para comprar o seu primeiro carro.

Leia Também: Chega também pede CPI à Santa Casa. "Uso indevido de dinheiro público"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório